Mas por que pagar por uma consultoria BIM?

Essa tem se tornado uma pergunta recorrente nos dias de hoje.

Toda vez que se deseja implantar um método novo, vale a pena consultar um especialista. Isto torna muito mais assertivas as estratégicas, independente do assunto a ser abordado.

Qual a real necessidade de se contratar uma consultoria para implantação, tendo em vista que existem diversos vídeos no youtube falando sobre BIM, informações disponíveis na internet e mesmo diversos cursinhos de softwares (com quantidades de horas variáveis)?

Qual a diferença? Continuar lendo

Extração de Quantitativo de materiais elaborado no Revit

Introdução

Quando o objetivo do modelo está além do projeto, no qual pretende-se usá-lo para extração de quantitativo e  orçamentação, não basta apenas instalar o software na máquina e sair projetando. É necessário que sejam considerados alguns critérios na hora de projetar, que devem ser pensados conforme execução para que sejam modelados, como por exemplo: aberturas de paredes, altura do reboco interno/externo, elementos estruturais, entre outros.

Este artigo irá tratar apenas de uma pequena parte do processo, a modelagem de paredes. Percebe-se que apesar de se tratar de uma parte pontual do processo de modelagem, existe uma complexidade quando analisamos detalhadamente. Continuar lendo

Quero implantar o BIM na minha empresa! E agora?

Então já está entendido: BIM é o caminho!

Ok? Quer aderir o conceito. Mas, e agora?

Instalar um software e aprender a usar?

Fazer um cursinho para aprender mais rápido? Continuar lendo

BCF – BIM Collaboration Format

O BCF é um formato de arquivo criado para comunicação entre diversos softwares BIM. Esta comunicação acontece através de uma ferramenta conhecida como BCF-Server.

História BCF

A versão 1 do BCFxml foi desenvolvida pela Solibri e Tekla em 2010. Com o tempo foi sugerido para que os outros desenvolvedores também trabalhassem com esse formato, dentro de um padrão aberto (Open BIM).

No ano de 2014 a buildingSMART assumiu o desenvolvimento do padrão de trabalho, na qual passou para a versão 2 do BCFxml e outros desenvolvedores, como DDS e Nemetschek passaram a adotar esse padrão de comunicação em seus softwares.

Ainda em 2014 a buildingSMART liberou os parâmetros para o BCFapi, possibilitando  assim serviços na Web para o BCF e a criação de aplicativos para darem suporte aos softwares dos desenvolvedores, que não desenvolveram sua própria programação em BCFxml.

E em julho de 2016 a buildingSMART soltou uma nota informando que está desenvolvendo os parâmetros para o BCF 2.1, fazendo algumas melhorias neste padrão. Continuar lendo