BCF – BIM Collaboration Format

O BCF é um formato de arquivo criado para comunicação entre diversos softwares BIM. Esta comunicação acontece através de uma ferramenta conhecida como BCF-Server.

História BCF

A versão 1 do BCFxml foi desenvolvida pela Solibri e Tekla em 2010. Com o tempo foi sugerido para que os outros desenvolvedores também trabalhassem com esse formato, dentro de um padrão aberto (Open BIM).

No ano de 2014 a buildingSMART assumiu o desenvolvimento do padrão de trabalho, na qual passou para a versão 2 do BCFxml e outros desenvolvedores, como DDS e Nemetschek passaram a adotar esse padrão de comunicação em seus softwares.

Ainda em 2014 a buildingSMART liberou os parâmetros para o BCFapi, possibilitando  assim serviços na Web para o BCF e a criação de aplicativos para darem suporte aos softwares dos desenvolvedores, que não desenvolveram sua própria programação em BCFxml.

E em julho de 2016 a buildingSMART soltou uma nota informando que está desenvolvendo os parâmetros para o BCF 2.1, fazendo algumas melhorias neste padrão.

Tipologias

A BuildingSMART defini duas formas de trabalho colaborativo.

A primeira na qual os arquivos IFC do Modelo são compartilhados através de um servidor local ou em um servidor online, como por exemplo o Dropbox, Google Drive, ou similares, na qual o BCF-Server faz a autenticação  dos relatórios direto na nuvem, como mostra a figura abaixo.

topology-1-bcf-server-only

A segunda é quando os arquivos IFC do Modelo e o BCF-Server estão localizados no mesmo local, ou seja, essa forma de trabalho é apenas em nuvem, como mostra a figura abaixo.

topology-2-colocated-bcf-server-and-model-server

 

Mas na prática como funciona o BCF?

Com os projetos de todas as disciplinas em andamento, o fluxo de comunicação acontece via arquivos IFC.  Para auxiliar na troca de informações durante o processo de projeto, sugere-se o uso de relatório colaborativo através de arquivos BCF, onde podem ser registradas informações, apontamentos, problemas e soluções, de  maneira simples e dinâmica. Para cada caso a ser notificado, pode ser registrado um comentárioidentificando a autoria de quem comentou e desta maneira, criando um relatório as informações/decisões.

As interações acontecem através de imagens extraídas do modelo virtual, onde é possível vincular elementos do modelo, e através do BCF levar para outros softwares. Feito isto, é possível direcionar a visualização exatamente para o ponto aonde está a informação. Isso somente é possível pois cada elemento é identificado por um ID (número de identificação único dos elementos), caso esse elemento seja apagado e modelado novamente irá receber um novo do ID e por este motivo perderá a comunicação com o relatório.

Na sequência iremos demonstrar um pequeno exemplo dessa troca de informações:

Neste caso foram utilizados os softwares Tekla BIMsight e o Navisworks.

O primeiro passo foi importar os arquivos IFC de um projeto para dentro do Tekla BIMsight e criar um relatório de uma interferências na qual foram vinculados os elementos na imagem do relatório. Após o relatório pronto foi exportado para BCF.

bcf-1-tekla-bimsight

O segundo passo foi abrir os mesmos arquivos IFC dentro do Navisworks e importar o arquivo BCF criado no Tekla BIMsight através do aplicativo BCF Manager. Como os objetos foram vinculados a imagem do relatório, com um único clique na imagem do relatório o software direciona para o ponto no modelo onde se encontra o problema.

bcf-2-navisworks

Com o BCF é possível adicionar um comentário ao problema apontado e exportar para um novo arquivo BCF.

bcf-4-navisworks

Voltando ao Tekla BIMsight e importando o novo arquivo BCF, é atualizado o relatório e aparece o comentário da resposta referente ao problema do projeto.

bcf-3-tekla-bimsight

Conclusão

Atualmente as empresas utilizam relatórios em excel, word e trocas de e-mails para resolverem/registarem os problemas.  Trabalhando dessa forma é necessário interpretar a informação e manualmente procurar aonde está o problema no projeto.

Com a utilização do BCF, o ganho de produtividade, facilidade de identificação, solução de problemas é muito grande e o fluxo de troca de informações é muito maior. E com o padrão OPEN BIM é possível todos os envolvidos nos projetos decidirem pelo melhor software para cada disciplina e fazer essa comunicação através de IFC e BCF.

Fonte de Pesquisa:

Prof. Rasso Steinmannn

buildingSMART

Autor:
Gian Felippe Lisboa Oneda
Fone +55 (47) 991-871-819 – E-mail: gian@biminformation.blog

 

8198884898481

4 comentários sobre “BCF – BIM Collaboration Format

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s