buildingSMART – OPEN BIM – IFC

BIM não é apenas uma modelagem 3D de projetos, existem diversos fatores que determinam e influenciam em um modelo BIM. Um destes fatores a serem observados é a Interoperabilidade.

Interoperabilidade é uma necessidade de trocas de informações, pois nenhuma aplicação pode suportar sozinha todas as tarefas de um projeto e produção de uma construção. (Eastman et al., 2008)

De uma maneira mais simples pode-se dizer que “interoperabilidade é a capacidade de um software de se comunicar de forma transparente com outro software” (Manzione, 2014, p.13)

Para entender melhor o porquê da interoperabilidade, em 1994 foi criada a INDUSTRY ALLIANCE FOR INTEROPERABILITY com o propósito de desenvolver um conjunto de classes C++. Em 1997 foi renomeada para INTERNATIONAL FOR INTEROPERABILITY (IAI), organização sem fins lucrativos com o propósito de desenvolver o IFC como um produto para dar apoio ao ciclo de vida do edifício. Em 2005 a IAI foi renomeada para buildingSMART, especialista em BIM e IFC, que pesquisa e mantem padrões de trabalho BIM, denominados OPEN BIM, um conceito aberto visando a interoperabilidade.

buildingsmart-open-bim

Dentro do Open BIM existem ainda 3 conceitos (IFD, IDM e IFC). Abordaremos aqui apenas o IFC.

IFC é um padrão aberto, definido pela buildingSMART como um esquema de dados com a finalidade de promover a comunicação entre diferentes aplicativos para a troca de dados BIM. O esquema é extensível e compreende informações abrangendo as diversas disciplinas de um projeto e envolve todo o ciclo de vida de uma edificação: desde a concepção, o projeto, construção até a reforma ou demolição. IFC. Como padrão aberto, não pertence a um único fornecedor, é neutro e independente dos planos de um fornecedor específico.

Na prática, basicamente o IFC funciona da seguinte maneira:

O projeto de um edifício residencial integra várias disciplinas (arquitetura, estrutura, instalações entre outras). Quando o engenheiro calculista iniciar o projeto estrutural, precisará do projeto arquitetônico. Para que ele possa trabalhar em qualquer plataforma (de afinidade dele), o arquivo do projeto arquitetônico precisará ser entregue em IFC. Desta maneira, todos os projetistas terão todas as informações necessárias para desenvolverem os seus projetos com a liberdade de escolher a plataforma de sua preferência.

O uso do IFC para o trabalho colaborativo, entre todos os projetistas envolvidos no desenvolvimento de um projeto, torna mais transparente e facilita a comunicação em BCF, pois todos terão acesso a todas as informações, sem ficar dependendo de respostas de e-mail e reuniões a todo o momento. Sempre que houver dúvida, poderá ser consultado o modelo em IFC para melhor entendimento dos projetos.

O IFC funciona não só para o desenvolvimento de projetos, mas também no acompanhamento da execução da obra o engenheiro e para a operação do edifício, sempre que houver alguma manutenção a ser feita, o modelo virtual poderá ser consultado.

Abaixo segue um vídeo com mais detalhes de como funciona o Open BIM:

https://www.youtube.com/watch?v=8czIM9dptso

Autor:
Gian Felippe Lisboa Oneda
Fone +55 (47) 991-871-819 – E-mail: gian@biminformation.blog

8198884898481

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s